Saltar navegação

English

Quartas Nómadas

No dia 16 de Novembro decidi experimentar uma coisa diferente: peguei no portátil e, em vez de vir para o nosso estúdio, fui passar o dia a trabalhar no ateliê de arquitetura de uns amigos. Foi um grande dia de trabalho: consegui fazer o que queria, tive ótimas conversas, conheci pessoas novas e até almocei comida italiana caseira.

A ideia de passar um dia a trabalhar noutro sítio, andava já há algum tempo a amadurecer na minha cabeça, motivada por algumas observações sobre a forma como trabalho:

  • Faz-me bem sair da minha zona de conforto e lidar com o imprevisto;
  • Aprendo muito a trabalhar junto de pessoas que fazem outras coisas e vêm o mundo com outros olhos;
  • Sou curioso em relação à forma como os outros organizam e ocupam os seus espaços de trabalho;
  • Gosto de mostrar o meu trabalho a outras pessoas e ouvir o que têm a dizer sobre ele.

O problema das ideias maduras é que ocupam demasiado espaço na nossa cabeça. Ter ido finalmente passar o dia ao ateliermob ultrapassou de tal forma as minhas expectativas que tomei uma decisão importante: as minhas quartas-feiras iam passar a ser todas assim.

E assim nasceram as Quartas Nómadas!

Na quarta seguinte fui para a CoreFactor, uma empresa de desenvolvimento web. A seguir fui para o Cowork Lisboa onde estive com a WidgiLabs, uma empresa de desenvolvimento WordPress. Três Quartas Nómadas depois, o padrão confirma-se: consigo fazer o meu trabalho, tenho conversas ótimas, aprendo imenso e conheço pessoas novas.

Entretanto a @ananeves interessou-se pela história e escreveu um artigo sobre o assunto. Depois a @AnaDataGirl fez-me umas perguntas por mail e escreveu no seu blogue sobre Quartas Nómadas e Serendipidade. E agora já há mais gente a experimentar o mesmo!

A próxima Quarta Nómada é já amanhã no Lisbon Studio.

Se têm uma relação nómada com o trabalho ou uma mesa para partilhar digam qualquer coisa no Twitter: @guictx, #quartasnomadas ou #nomadwednesdays.

Guilherme Cartaxo / 6.12.2011 / #quartas-nómadas #coworking #trabalho #nomadismo